3 motivos para pequenas empresas investirem em um sistema de gestão empresarial

Investimento é uma das palavras que mais assusta os novos empreendedores. Se o custo for muito alto, os benefícios nem são avaliados. São tantos detalhes para tirar um negócio do papel que a tecnologia, por exemplo, fica em segundo plano.

 

O que muitos não sabem é que um bom sistema de gestão pode gerar economia de tempo e dinheiro. De acordo com o gerente comercial Wilsony Adriano da Silva, a automatização dos processos administrativos e comerciais diminui o custo operacional, traz qualidade e agilidade para o negócio.

 

Hoje, aproximadamente 70% das empresas brasileiras são de pequeno porte e a maioria implantou um sistema de gestão apenas para atender necessidades legais e fiscais. “Sem a informatização dos processos é praticamente impossível atender todo o envio de informação solicitada pelo Governo”, comenta Wilsony.

 

Ele reforça que os sistemas também são fundamentais para vencer os desafios do mercado e do próprio crescimento. “Quem não possui a informação está correndo o risco de ser atropelado pela concorrência, ficar desatualizado quanto as ofertas e tendências e, ainda pior, ter prejuízo por não possuir dados corretos para melhorar o processo mercadológico”.

 

Três motivos decisivos para as pequenas empresas investirem em um sistema de gestão empresarial:

1. Otimização de recursos e diminuição de desperdícios: monitorar a saúde financeira do negócio e tomar decisões assertivas no momento certo é vital quando falamos em finanças. Ter um sistema que permite gerar informações confiáveis para esta área pode ser a diferença entre pagar altos juros ou aplicar sua lucratividade em ofertas mais rentáveis. 

2. Agilidade no atendimento de entregas e diminuição nos custos de estocagens: pequenas empresas necessitam de agilidade de entrega e, ao mesmo tempo, manutenção de um estoque enxuto para atender a demanda. Ter um sistema que permita localizar com facilidade os produtos a serem entregues, criar rotas de entregas e monitorar o excesso de armazenagens torna a empresa mais competitiva e desejada como fornecedora.

3. Gestão de vendas ágil e comprometida: através de automações e tecnologia é possível melhorar a comunicação da área comercial com as demais áreas da empresa. Um sistema de gestão empresarial deve facilitar a entrada de pedidos, calcular todos os impostos, taxas e despesas, permitindo que a área comercial faça as melhores negociações, atendendo clientes e as metas da empresa. Hoje, com os sistemas de gestão empresarial, já é possível disponibilizar para pequenas empresas várias formas de entradas de pedidos feitas diretamente pelos vendedores e representantes em campo.

 

Fonte: Portal Administradores

28/08/2014
linha-cortepag

Outras notícias